Página Inicial > Notícias > Notícias > Tratamento de fisioterapia pélvica está disponível no Ipesaúde

Tratamento de fisioterapia pélvica está disponível no Ipesaúde

Última atualização em 06/09/2019 às 08:55 am

A terapia é realizada com a especialista, Mila Benzaquen Costa Pires, e consiste em trabalhar possíveis disfunções no assoalho pélvico. O tratamento é feito com pacientes acometidos por incontinência urinária, que fizeram a retirada da próstata, dentre outras disfunções.

Há três anos no Ipesaúde, a fisioterapeuta Mila Benzaquen Costa Pires atende ambos os sexos sendo que com o público feminino seu foco se concentra nos problemas de constipação e perda de fezes; acompanhamentos pré e pós-operatório da região pélvica; mulheres que tem perda de urina; incontinência urinária; que sentem dores na relação sexual ou incômodos pélvicos em geral. “Em relação à parte de obstetrícia eu trabalho com gestantes que se preparam para o parto normal”, acrescentou.

Já com o público masculino, a fisioterapeuta atende usuários que se operaram ou irão fazer cirurgias da próstata; homens com problemas de retenção urinária e problemas de bexiga hiperativa (vontade de urinar a todo o momento). “Ainda trato pacientes que se submeteram à retirada total da próstata, que fizeram a raspagem da glândula ou que tenham problemas de ereção”, explicou.

Hoje a profissional está com 12 pacientes, todos beneficiários do Ipesaúde. Eles frequentam o Centro de Reabilitação duas sessões por semana rendendo um total de três meses de tratamento. A duração das sessões varia entre trinta minutos, uma hora e uma hora e meia. “Até hoje todos os meus pacientes tiveram sucesso com o tratamento”, orgulha-se Mila.

A especialista atende a todas as faixas-etárias, entretanto, verifica-se que 90% dos pacientes homens estão acima dos 50 anos – principalmente pelo fato de serem usuários que passaram pela cirurgia da próstata. Já com o público feminino constatou-se que 70% das mulheres estão acima de 50 anos.

A aposentada Maria da Silva Santos, 80 anos, é uma das pacientes acompanhadas pela fisioterapeuta Mila Pires. A usuária do Ipesaúde fora diagnosticada com incontinência urinária mista e está prestes a receber alta. “Antes eu não conseguia nem chegar ao banheiro para urinar, fazia no meio do caminho mesmo. Hoje eu já não tenho mais esse problema”, relatou satisfeita. Já tem três meses que a beneficiária faz a terapia no Centro de Reabilitação.

O Centro de Reabilitação Maria Virgínia Leite Franco fica na Rua Dom José Thomaz, 339 Bairro São José.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *