Página Inicial > Notícias > Notícias > Câncer de Boca: especialistas do Ipesaúde falam sobre prevenção e cuidado

Câncer de Boca: especialistas do Ipesaúde falam sobre prevenção e cuidado

O câncer de boca é uma lesão maligna que afeta lábios, estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas) e a região embaixo da língua. Durante os dias 1 a 7 de novembro, é comemorado a semana nacional de prevenção do câncer bucal, que de acordo com dados do Inca é estimado cerca de 15.190 novos casos, sendo 11.180 homens e 4.010 mulheres, entre os anos de 2020-2022.

“Ele é um câncer que continua tendo índice elevado no Brasil e no Mundo bem como de forma muito similar em Sergipe. Então a gente percebe que sua incidência é maior em homens já passando da faixa etária saindo dos 40 anos, faixa na qual precisa ter cuidado e com uma tendência maior ao aumento da mortalidade devido ao avançar da idade. Essa semana de prevenção como o nome diz vem exatamente para poder orientar, alertar, informar e principalmente cuidar e tratar os pacientes em relação a isso”, comenta Rosana Apolônio, odontóloga e coordenadora do Centro Odontológico do Ipesaúde.

Lesões na região da boca ou nos lábios que não se cicatrizam por mais de 15 dias, podendo apresentar sangramento e crescimento rápido são os principais sinais para se estar alerta. “Essas lesões normalmente começam esbranquiçadas e vão evoluindo para serem avermelhadas até formarem feridas (úlceras)”, diz Allancardi dos Santos Siqueira, cirurgião dentista bucomaxilofacial do Ipesaúde.

Allancardi também ressalta que a sua ocorrência é comum em homens acima dos 40 anos, normalmente devido a fatores de risco como tabagismo, alto consumo de bebidas alcoólicas e elevada exposição solar, ligadas também a casos de câncer de lábio inferior.

Avaliação profissional

Ainda segundo Allancardi, cirurgião dentista bucomaxilofacial do Ipesaúde, o tratamento do câncer varia da gravidade da lesão, podendo ser feito por meio de cirurgias, quimioterapias e radioterapias. E além disso, é importante que o tratamento tenha a participação de uma equipe multidisciplinar, formada por cirurgião de cabeça e pescoço, cirurgião dentista bucomaxilofacial, nutricionista, fisioterapeuta, além de outras especialidades da odontologia e da saúde que também estarão aptas a conduzir o paciente oncológico.

E para a prevenção, o dentista recomenda o evitar do fumo, do consumo de bebidas alcoólicas, além de uma boa higiene bucal.

A visita regular ao dentista é indispensável para a prevenção de futuras complicações e sequelas. “O dentista é o melhor profissional a te orientar, pra lhe tratar e cuidar, então essa visita regular ao profissional vai fazer esse diferencial. É ele quem entende, quem vai conseguir dar o caminho certo e gente tem isso no serviço odontológico do Ipesaúde. Aqui temos profissionais, qualquer dentista clínico pode inicialmente fazer uma avaliação e verificar um pouco do que está acontecendo ao paciente e dentro da necessidade ele também indica um especialista que normalmente são os cirurgiões bucomaxilo, e se houver a necessidade para fazer a biópsia, tudo isso a gente também oferta para o paciente aqui no Ipesaúde”, finaliza Rosana Apolônio, odontóloga e coordenadora do centro odontológico do Ipesaúde.

O Centro Odontológico Maria Viana Tavares de Bragança funciona de segunda a sexta, das 7h às 22h. Ele é localizado na Praça da Bandeira, 373, Centro e os números para contato são: (79) 3179-4981 / 3279-4982 / 3211-0892.

Rosana Apolônio, odontóloga e coordenadora do Centro Odontológico do Ipesaúde
Allancardi, cirurgião dentista bucomaxilofacial do Ipesaúde

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *